Paranaenses estão pouco otimistas com a Black Friday

22 nov 2019

Os consumidores paranaenses estão pouco empolgados com a Black Friday. Sondagem realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) revela que apenas 22,3% veem vantagens na data de promoções de vendas do comércio importada dos Estados Unidos e que vem se consolidando como prática no varejo brasileiro. A credibilidade da campanha comercial reduziu na comparação com o ano passado, quando 34,7% dos paranaenses afirmavam acreditar nas promoções da Black Friday.

Realizada, nos Estados Unidos, na primeira sexta-feira após o Dia de Ação de Graças, a Black Friday marca o início das vendas e promoções do varejo para o período do Natal (Christmas Day). Lá, os descontos praticados podem chegar a 90% em relação aos preços vigentes em outras datas. Essa estratégia de vendas foi inserida no calendário do comércio brasileiro pela primeira vez em 2010, concentrando-se principalmente no e-commerce. Ano a ano, vem ocorrendo o crescimento do número de lojas participantes, maior aceitação pelos consumidores e a consolidação das vendas.

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), prevê que a Black Friday deste ano deverá movimentar R$ 3,67 bilhões, com crescimento real das vendas de 6,8% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Mas pelo que indica a sondagem da Fecomércio PR, essa elevação nas vendas será mais contida no Paraná, em função da desconfiança dos consumidores. Dentre os entrevistados, 22,3% veem vantagens na campanha, porém, 65,3% afirmam não ver benefícios. Outros 12,3% não sabem ou preferem não opinar.

A sondagem também questionou se os consumidores adiantam as compras de Natal durante a campanha. A maioria (66,2%) disse que não; 25,2% disseram que talvez, dependendo da ocasião e se a promoção realmente valer a pena; 8,1% afirmaram que adiantam as compras de fim de ano e 0,5% não informou. A parcela de paranaenses que antecipa as compras de Natal para a sexta-feira de promoções também reduziu na comparação com o ano passado. Na época, 14,9% responderam que antecipariam suas compras. 

Perguntados se consumam aproveitar e compras mais em campanhas semelhantes à Black Friday – que é realizada em outras datas do ano aqui no Brasil por algumas lojas do varejo –, 74,3% dos entrevistados responderam negativamente, enquanto 20,7% disseram aproveitar qualquer campanha de promoção.