Toma posse nova diretoria da Fiep em evento liderada por Carlos Valter Martins Pedro

29 out 2019

Com foco na indústria paranaense a nova diretoria da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) para a gestão 2019-2023 foi empossada em sessão solene realizada na noite de ontem (28), no Campus da Indústria, que reuniu aproximadamente 600 pessoas. O maringaense Carlos Valter Martins Pedro lidera a nova diretoria formada por industriais de todas as regiões do estado. O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o vice-governador e presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Darci Piana, foram algumas das autoridades presentes no evento.

Carlos Valter substitui Edson Luiz Campagnolo, que segue compondo a diretoria, agora como um dos delegados representantes junto ao Conselho da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Após oito anos à frente da entidade, Campagnolo se despediu do cargo com um discurso que destacou o legado da gestão à frente da entidade. “Já estou com saudades. Foram anos de dedicação integral. Um período muito precioso, de aprendizado e muito conhecimento. Mesmo com dificuldades que vieram foram superadas com tranquilidade e com a união do setor produtivo de todo o o Paraná”, pontuou.

Entre os feitos, Campagnolo destacou a interiorização das ações pelo estado, o Masterplan da Indústria, a rede de aceleradoras e a digitalização da gestão, além da implantação do compliance na entidade.

O novo presidente

Eleito em assembleia no dia 14 de agosto, Carlos Valter Martins Pedro recebeu o termo de posse da Campagnolo no dia 30 de setembro. Desde o dia 1 de outubro atua oficialmente como presidente da Fiep. Sócio-fundador da ZM Bombas, especializada na produção de bombas hidráulicas, hidrolavadoras de pressão e sistemas eólicos para bombeamento e energia, o industrial preside o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Maringá (Sindimetal Maringá).

Na Fiep, foi vice-presidente e coordenou os Conselhos Temáticos de Política Industrial, Inovação e Design e de Relações do Trabalho.

Em seu discurso o novo presidente agradeceu e pediu a colaboração dos quase quatro mil funcionários das entidades que compõem o Sistema Fiep, presentes em 49 municípios paranaenses e que atuam também nas 70 unidades móveis que percorrem o estado. “A nossa casa existe por mais de sete décadas por causa da indústria. Por isso, a nossa diretoria irá promover ações e prestar serviços que agreguem valor para todo o segmento, com novas oportunidades de negócio, qualificação profissional, serviços e ações inovadoras que atendam as necessidades de todas as camadas que compõem o setor”, enfatizou.

Carlos Valter também afirmou que a entidade está à disposição para atuar em parceria com o governo estadual em ações que promovam o desenvolvimento da indústria e da economia paranaense, além de colaborar com os poderes Legislativo e Judiciário no que estiver a seu alcance e intensificar a atuação em conjunto com outras instituições da iniciativa privada. Entre elas, a Confederação Nacional da Indústria (CNI), as Federações das Indústrias estaduais e o G7, grupo que reúne as principais entidades representativas do setor produtivo paranaense.

Autoridades

O governador Retinho Junior ressaltou que a Fiep é fundamental para colaborar com o bom momento que o estado vive. “Temos que remar para a mesma direção para que o Paraná- continue sendo o estado mais moderno do país, evoluindo cada vez mais. Desejo ao Carlos Valter e à nova diretoria uma boa sorte. O desafio de substituir o Campagnolo e sua equipe não é fácil, mas tenho certeza que a sua experiência como empresário, conhecedor da indústria paranaense, sem dúvida alguma vai fazer com que o Paraná, junto com a Fiep, alce voos ainda mais altos”, acrescentou.

Já o vice-governador e presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Darci Piana, desejou uma boa gestão ao presidente da Fiep empossado. “Eu sou Cidadão Honorário de Maringá e conheço o trabalho do Carlos Valter há muito tempo, seja como industrial ou como vice-presidente da Fiep. Sei que ele é um homem de bem que vai se esforçar muito para fazer um grande trabalho. Ele se comprometeu em trabalhar para o bem do nosso estado e da indústria paranaense. Por isso, terá todo o apoio do G7 e todo o suporte do governo”, pontuou.

Entre outras autoridades, também participaram da posse o prefeito de Curitiba, Rafael Greca; o vice-presidente executivo da CNI, Glauco José Côrte; o secretário especial de Relacionamento Externo da Casa Civil do governo federal, Abelardo Lupion, representando o Ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; o senador Flávio Arns; o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; o presidente do Sistema Ocepar e coordenador do G7, José Roberto Ricken. Estiveram presentes ainda diversos deputados estaduais e federais, secretários de estado, prefeitos, vereadores, desembargadores e lideranças do setor produtivo paranaense.