Confraria “Cavalheiros da Boca Maldita” comemora 60 anos om 56 anos novos integrantes

14 dez 2016
boca-4

O presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Darci Piana, durante discurso no jantar de 60 anos da confraria dos Cavalheiros da Boca

 

A  confraria dos “Cavalheiros da Boca Maldita de Curitiba”  comemorou, nesta terça-feira,  seus  60 anos com um jantar homenageando 56 novos integrantes. O evento aconteceu  no Hotel Four Points by Sheraton reunindo políticos, médicos,  empresários, representantes do poder público, presidente de entidades nacionais, entre outro convidados.

O presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac, Darci Piana,  que faz parte da confraria,  foi o orador no evento. Na oportunidade ele destacou que a “Boca Maldita de Curitiba, fundada pelo saudoso Anfrísio Siqueira , faz parte da história politica do Brasil. Acontecimentos como o Comício das “Diretas já”, a passeata dos “Caras Pintadas” pedindo  saída do então presidente Fernando Collor de Mello, e tantos outros movimentos consolidam  a  Boca Maldita como a primeira  Tribuna Livre do País”.

Para compor a mesa, foram convidados o atual presidente da Boca Maldita,  Ygor Siqueira; o ministro Benjamin Zymler, do  TCU; o  desembargador Renato Braga Bettega, presidente do  Tribunal de Justiça do Paraná; Desembargador Luis Fernando Tomasi Keppen ,  Presidente do  TRE/PR; ProfMansur Theophilo Mansur, (um dos fundadores da Boca Maldita); Darci Piana, presidente da Fecomércio; Andre Regli,  embaixador da  Suiça; Tronenko Rostylav Volodymyrovych , embaixador da Ucrânia; desembargador federal  Fernando Quadros da Silva, do TRF 4ª Região; Sebastião de Oliveira Campos,  presidente da Fecomércio Pará; Carlos Andrade,  presidente da Fecomércio da  Bahia; José Lino Sepulcri,  presidente Fecomércio do  Espirito Santo; deputado Luiz Claudio Romanelli e o  desembargador Roberto Massaro, do TJ/PR.

 

2.500 “CAVALHEIROS”

Conforme relembra  Ygor K. de Siqueira, presidente da Boca Maldita “ao todo contamos com cerca de 2.500 cavalheiros, voltados à filantropia, ao social e, principalmente, no combate incansável contra os desmandos e à corrupção, atuando na defesa do povo brasileiro e de sua Liberdade de Expressão. A Boca Maldita também participa e apóia a AAHC (Associação do Amigos do Hospital das Clínicas), Instituto Pelé – do Hospital Pequeno Príncipe e as mais diversas campanhas de saúde, educativas e sociais realizadas pelos governos Municipal, Estadual e Federal, são campanhas que quase diariamente ocorrem no Calçadão da Boca Maldita.”

No jantar em  2015 dentre os homenageados estavam o Juiz Federal Sérgio Moro; o Ministro do TCU, João Augusto Nardes; o ministro Edson Fachin, do STF; Paulo Skaf, presidente da FIESP;0 José Aroldo Gallassini, presidente da COAMO; Paulo Roberto Vasconcelos, presidente do TJ/PR.

Vale lembrar também algumas personalidades admitidas à Confraria: empresários como Antonio Ermírio de Morais, do Grupo Votorantin; Antonio Maciel Neto, do Grupo CAOA; Oriovisto Guimarães, do Grupo Positivo; o cartunista Ziraldo; além de magistrados como o ministro Carlos Ayres Britto, ex-presidente do TSE; ministro Nelson Jobim, presidente do STF; ministro Fernando Gonçalves, do STJ; ministro Sepúlveda Pertence, do STF; ministro Nilson Vital Naves, presidente do STJ; ministro Edson Vidigal, também presidente do STJ; ministro Félix Fischer, do STJ; ministro Benedito Gonçalves, do STJ; ministro Hamilton Carvalhido, do STJ; desembargadores federais Álvaro Junqueira e Edgard Lippmann Jr.

 

Foto Ivo Lima  (1)