Varejo do Paraná tem queda de 3,12% no primeiro trimestre do ano

15 maio 2017

O varejo do Paraná fechou com queda da 3,12% no primeiro trimestre do ano. Os dados são da Pesquisa Conjuntural da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR).

No acumulado do ano (janeiro a março), o setor de móveis, decorações e utilidades domésticas foi o que teve maior crescimento, com alta de 32,9% no Estado. Em Curitiba, as lojas do ramo tiveram aumento de 49,89% no faturamento; em Londrina, de 14,95% e, em Maringá, 6,77%. Esse crescimento foi motivado pela grande oferta de novos imóveis e também porque na Capital foram realizadas promoções muito agressivas para alavancar as vendas.

Outro ramo com resultado positivo na média estadual foi o de calçados, que registrou elevação de 10,52% na média estadual, exceto nas regiões de Ponta Grossa, Oeste e em Curitiba e Região Metropolitana.

Os demais segmentos do varejo ficaram negativos no trimestre, principalmente as livrarias e papelarias (-14,12%), postos de combustíveis (-13,57%) e autopeças (-10,57%).

Apesar do acréscimo de 15,4% nas vendas em relação a fevereiro (mês que possui menos dias úteis), março apresentou redução de 2,47% ante o mesmo mês de 2016. Desta forma, a análise interanual (março de 2017 em relação a março de 2016), revela que os saques das contas inativas do FGTS, que tiveram início naquele mesmo mês, geraram reflexos pouco impactantes no comércio, até porque a maioria dos consumidores têm utilizado o dinheiro extra para saldar dívidas ou realizar investimentos.

De acordo com a Fecomércio PR, já era esperado que as vendas do mês de março não tivessem um salto expressivo, pois havia sido liberado apenas o primeiro lote do FGTS e seus reflexos indiretos no comércio com o pagamento de dívidas serão percebidos apenas a médio prazo. Além do mais, apesar de benéfica, a liberação dos saques das contas inativas não será suficiente para recuperar a economia.

Análise regional

No acumulado do ano, todas as regiões pesquisadas tiveram resultados negativos. A queda mais expressiva foi verificada no Litoral, com redução de 12,03% nas vendas. Na sequência ficou a região Oeste, com redução de 8,82% no faturamento do comércio em geral, puxado pelo fraco desempenho das concessionárias de veículos, postos de combustíveis e pelas lojas de vestuário e tecidos, calçados e de móveis, decorações e utilidades domésticas.

A região de Maringá mostrou baixa de 7,99%, motivada pela queda nas vendas dos setores de autopeças, livrarias e papelarias, combustíveis e lojas de departamentos.

Em Ponta Grossa, o trimestre também foi de perdas, na ordem de -5,1%. Contribuíram para o resultado os ramos de calçados, livrarias e papelarias, móveis, decorações e utilidades domésticas e combustíveis.

As demais regiões tiveram saldos menos desastrosos. Em Londrina as vendas caíram 1,47% nos três primeiros meses do ano; em Curitiba e Região Metropolitana, de -0,82%, e na região Sudeste, de -0,13%.

Compras

O otimismo do empresário paranaense ainda não passa de uma sensação. A formação de estoques no mês de março foi 0,59% menor do que no mesmo período de 2016.  Os setores que apresentaram maior diferença positiva no estoque foram móveis, decorações e utilidades domésticas (24,28%), calçados (21,4%), vestuário e tecidos (6,77%), e concessionárias de veículos (7,98%).

Nível de emprego e folha de pagamento

O Paraná terminou 2016 com desemprego de 5,39%. Mas no primeiro trimestre de 2017 houve aumento de 0,81% no número de postos de trabalho, motivado principalmente pelas contratações na região da Capital, que tiveram alta de 4,49%. Ponta Grossa também apresentou alta nessa variável (0,42%).

Os rendimentos dos trabalhadores foram 40,8% menores do que o mesmo período de 2016.

 

RESULTADO DE COMPARAÇÃO POR REGIÕES
Total das Vendas 
Acumulado do ano Jan-mar/2017 em relação a Jan-mar/2016
SETOR CURITIBA E RM LONDRINA MARINGÁ REGIÃO OESTE PONTA GROSSA SUDOESTE LITORAL PARANÁ
MOVEIS, DEC. E ÚTIL. DOM. 49,89% 14,95% 6,77% -13,16% -11,83% -13,76% 32,90%
ÓTICAS, CINE-FOTO-SOM 5,50% -10,64% 1,79% 10,49% -8,87% -4,76% -0,33%
SUPERMERCADOS -1,63% -5,94% -3,02% 5,18% -6,13% 2,44% -1,35%
FARMÁCIAS -1,90% -0,69% -8,12% -1,76% -4,39% 4,55% -0,23% -2,56%
CONCESSIONÁRIAS DE VEÍCULOS -4,77% 5,59% -1,51% -21,42% -11,10% -0,58% -3,99%
CALÇADOS -4,80% 23,12% 4,58% -13,11% -37,89% 43,13% 77,80% 10,52%
VESTUARIO E TECIDOS -6,62% -2,65% -3,43% -19,20% 12,52% 20,43% 10,87% -5,77%
AUTO PEÇAS -6,72% -12,37% -26,46% -4,92% 5,30% 1,44% -10,67%
MAT. DE CONSTRUÇÃO -11,18% -3,39% -4,21% -7,36% 20,20% -4,51% -6,19%
LOJAS DE DEPARTAMENTOS -12,50% -3,86% -10,25% -9,20% 1,53% -7% 2,72% -9,12%
LIV. E PAPELARIA -14,23% -4,44% -21,95% 7,89% -17,44% 13,38% -14,12%
COMBUSTÍVEIS -22,18% -0,34% -16,08% -17,51% -10,74% -2,65% -44,12% -13,57%
TOTAL -0,82% -1,47% -7,99% -8,82% -5,10% -0,13% -12,03% -3,12%
Mesmo mês do ano anterior mar/2017 em relação a mar/2016
SETOR CURITIBA E RM LONDRINA MARINGÁ REGIÃO OESTE PONTA GROSSA SUDOESTE LITORAL PARANÁ
AUTOPEÇAS -10,70% -11,37% -25,71% 4,80% 12,27% 5,60% -10,04%
CALÇADOS 21,40% 20,61% 13,88% -16,46% -30,97% 17,83% 75,08% 15,27%
COMBUSTÍVEIS -25,05% 1,34% -14,45% -15,43% -5,65% 2,29% -39,82% -14,09%
CONCESSIONÁRIAS DE VEÍCULOS -6,38% -10,30% -2,11% -9,38% -6,55% 9,28% -3,86% -7,13%
FARMÁCIAS -0,38% 0,05% -8,17% -0,76% 1,52% 2,77% 6,10% -1,59%
LIV. E PAPELARIA -12,43% 20,12% -22,76% -0,17% -46,20% -39,66% 33,19% -10,59%
LOJAS DE DEPARTAMENTOS -17,08% 4,62% -27,10% -16,04% -2,67% 5,14% 6,48% -11,80%
MAT. DE CONSTRUÇÃO -29,21% -1,55% 0,70% 4,34% 37,46% -5,86% -7,29%
MÓVEIS, DEC. E ÚTIL. DOM. 74,72% 13,04% -6,64% 5,15% 1,26% -22,58% 11,63% 51,20%
ÓTICAS, CINE-FOTO-SOM 21,49% 3,15% 14,09% 17,23% 0,55% 10,44% 13,57%
SUPERMERCADOS -2,64% -4,78% -7,08% 6,17% -6,04% 2,96% -25,05% -2,28%
VESTUARIO E TECIDOS 6,24% -3,06% -6,86% -15,56% 16,53% 5,67% 1,54% -2,16%
TOTAL -1,09% -2,41% -8,98% -1,99% -2,56% 5,41% -9,06% -2,47%
Mês anterior mar/2017 em relação a fev/2017
SETOR CURITIBA E RM LONDRINA MARINGÁ REGIÃO OESTE PONTA GROSSA SUDOESTE LITORAL PARANÁ
AUTOPEÇAS 31,36% 8,21% 21,94% 20,98% 40,91% 25,95% 18,36%
CALÇADOS 40,48% 16,61% 6,14% 23,23% 20,23% 7,84% -21,12% 19,78%
COMBUSTÍVEIS 5,24% 0,50% 16,77% 0,12% 16,72% 10,35% 38,13% 4,43%
CONCESSIONÁRIAS DE VEÍCULOS 26,03% 23,32% 29,36% 53,79% 21,73% 44,17% 10% 28,89%
FARMÁCIAS 23,54% 14,68% 19,47% 22,57% 17,09% 17,64% 8,07% 19,43%
LIV. E PAPELARIA -12,79% -13,38% -6,14% -9,98% -56,98% -56,21% -4,75% -11,74%
LOJAS DE DEPARTAMENTOS 11,81% 16,65% 12,81% 6,21% 18,17% 24,60% 22,65% 12,20%
MAT. DE CONSTRUÇÃO -20,16% 21,90% 26,01% 29,97% 24,80% 24,27% 11,77%
MÓVEIS, DEC. E ÚTIL. DOM. 39,52% 23,73% -6,33% 48,40% 15,82% 26,19% 284,77% 36,87%
ÓTICAS, CINE-FOTO-SOM 26,29% 15,61% 31,55% 16,22% -4,60% 10,78% 22,93%
SUPERMERCADOS 8,20% 8,47% 11,77% 9,09% 6,96% 10,23% 23,99% 8,73%
VESTUARIO E TECIDOS 25,08% 13,69% 0,30% 25,17% 30,38% 33,49% 79,90% 13,32%
TOTAL 15,30% 13,62% 11,85% 21,95% 11,93% 27,86% 21,43% 15,40%

 

Assessoria de Imprensa:
Karla Santin – jornalismo@fecomerciopr.com.br
Fone: (41) 3304-2072 | 3883-4530