Aumenta a perspectiva de consumo para o Natal no Paraná

27 nov 2017

Os comerciantes têm razão de estarem animados para o Natal. Sondagem de Intenção de Compras para o Natal realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) mostra que 76,5% dos paranaenses pretendem comprar presentes para comemorar a data mais importante do comércio varejista. O percentual é superior ao ano passado, quando 75,5% das pessoas pretendiam presentear alguém.

O Natal deste ano não deve fugir à regra de aumentar o faturamento das lojas em dezembro. A esperança é que as vendas motivadas pelas festividades de fim de ano possam tirar 2017 do vermelho definitivamente. A Pesquisa Conjuntural da Fecomércio PR, que acompanha mensalmente as vendas do setor varejista do Estado, aponta que o comércio varejista vem reagindo positivamente mês a mês. Apesar da melhora gradativa, as vendas ainda não saíram do negativo e no acumulado de janeiro a setembro foram 0,26% inferiores ao mesmo período de 2016.

De modo geral, o número de pessoas presenteadas será maior neste ano. De acordo com a sondagem, 75,2% dos entrevistados pretendem presentear até 5 pessoas. Em 2016 essa parcela era de 83%. Já os que planejam presentear entre 6 e 10 pessoas aumentou são 21,8%, contra 16% no ano passado. Os mais generosos, que projetam comprar presentes ou lembranças para mais de 10 pessoas, chegam a 3%, percentual que apresentou melhora com relação a 2016 quando era de apenas 1%.

Tíquete médio

O valor dos presentes deve ser um pouco menor neste ano. O tíquete médio será de R$240,00 para a compra de todos os presentes. No ano passado, o número de presenteados era menor, mas o valor do tíquete médio era de R$292,50. Em 2015 o gasto médio nas compras natalinas foi de R$256,00 e de R$295,00 no Natal de 2014.

Formas de pagamento

O pagamento à vista será a preferência de 58% dos paranaenses. Da mesma forma que no ano passado, a maioria dos consumidores prefere pagar à vista, deixando de se endividar mais, tendo em vista que o Paraná lidera o ranking de endividamento do país. 

Parcelar as compras no cartão de crédito será a opção de 28% dos consumidores. Já a compra no cartão de crédito para pagamento integral na data do vencimento será a escolha de 13%. O carnê ou crediário aparece como possibilidade de pagamento para 1% dos entrevistados.

Assessoria de Imprensa:

Karla Santin | Jornalista
Núcleo de Comunicação e Marketing – NCM
Rua Visconde do Rio Branco, 931 – 1º andar | CEP 80.410-001 | Curitiba – PR
Tel: (41) 3304-2072 | Cel: (41) 99159-8350 | e-mail: karla@pr.senac.br jornalismo@fecomerciopr.com.br | www.pr.senac.br