Intenção de Consumo das Famílias

ICF– INTENÇÃO DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS NOVEMBRO 2016

24 nov 2016

Intenção de Consumo ainda não pode ser comemorada pelo comércio varejista

Índice apresentou leve ascensão no Paraná

 

A pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) paranaenses, elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), e divulgada regionalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), está apontando 89,8 pontos em novembro de 2016.

O índice apresenta evolução com relação ao mês anterior na ordem de 1,1% e se mostra abaixo do divulgado em novembro de 2015, com queda de 2,8%. A ICF do Brasil, por sua vez, fechou em 74,3 pontos, um crescimento de 0,5% na comparação com outubro e queda de 2,8% quando confrontado com novembro do ano passado. O ideal do indicador é que ele esteja acima de 100 pontos (limitados a 200 pontos) para que a intenção de consumo seja considerada positiva.

icf-nov

A perspectiva de consumo, um dos principais indicadores que compõem a ICF, apontou abrupta ascensão de 90,7% com relação a novembro do ano passado. Na variação mensal, o aumento foi de 5%. Segundo o presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Darci Piana, apesar do otimismo estar aos poucos retornando ao comércio, esta retomada ainda não pode ser comemorada de maneira efusiva. “As condições econômicas nacionais e estaduais ainda inspiram cuidados e deixam o indicador geral abaixo do ideal”, coloca.

Dos outros indicadores que compõem a pesquisa no âmbito estadual, três apresentaram retração com relação ao mês anterior. O emprego atual, que caiu 0,8%, a renda atual, com variação negativa de 0,2%, e o acesso ao crédito, com variação de -3,1%.

icf-nov-graf

Download »


 Compartilhar